segunda-feira, 3 de maio de 2010

A nudez e a morte

As melhores ideias,

porque são sempre as mais diferentes,

acabam escondidas.

Poucos tem coragem de desnudá-las de forma íntegra:

santo risco de desnudar-se também totalmente.

Por isso que os melhores escritos

ficam melhores ainda depois que morrem.

A morte não tem vergonha de dizer.



PFF

5 comentários:

  1. e pensa no que poderia acontecer com a assunção do risco de desnudar-se, que se encontraria com outra aposta já nua?

    ResponderExcluir
  2. Desnudar-se...
    Yoga meu caro, yoga!

    ResponderExcluir
  3. Grazi, sempre achei que é com experiências não vividas que pode-se reconfigurar o presente, a realidade. Duas "nudezes" (ficou péssimo, eu sei) já não é de se jogar fora, a história desse monte de gente no mundo que o diga...rsss Então, qual seria o resultado de um choque - pra usar o termo do warat - de reservas selvagens?? Juro que pagaria pra ver!

    Yoga é bom e tudo mundo que experimenta gosta Érica. É uma experiência que reconfigura a realidade, com certeza!

    ResponderExcluir